Dinheiro na mão é vendaval...

Veja aqui uma lista com 10 despesas fixas (ou quase) comuns na classe média que podem facilmente ultrapassar um salário mínimo cada.

Quanta diferença faz a metragem de um apartamento?

Três quartos e uma suíte é uma das configurações mais comuns nos lançamentos imobiliários - comparamos as plantas de 61 até 132m² para esse perfil.

Animes inteligentes: como explicar isso para leigos?

Explicando o esquema de alguns dos melhores animes do momento em um artigo original. Gênios do mal com boas intenções, extermínios em geral, filosofia e muitas discussões ideológicas...

Nulificação, o lado macábro da BodyMod

Um dos primeiros artigos do blog, original: virou referência sobre o tema na internet e foi plagiado por diversos blogs... Saiba mais sobre a macábra prática de subtrair partes do próprio corpo para modificá-lo.

A Mágica de ter um Kindle

Esse artigo é uma review detalhada e minuciosa baseada na minha própria experiência com um Kindle 3 da Amazon, que ainda é o modelo mais recente. Meu querido Kindle foi trazido para o Brasil em janeiro, dentro da cota do limite de U$500 que qualquer brasileiro pode trazer consigo em produtos diversos na volta de uma viagem ao exterior. Se você quer comprar um Kindle no Brasil, e não previsão de viagem ou um amigo que possa trazer para você, já aviso: eu tenho a mínima ideia de como faz, mas deve ter que pagar imposto na alfândega e talz...


O modelo analisado é o Kindle Wireless Reading Device, 3ª geração, que pode ser adquirido por U$139 no próprio site da Amazon ou em alguma loja como a Best Buy nos EUA. O meu veio pela internet, foi entregue na casa de um amigo (eu nunca mandei entregar nada em um hotel, nem sei os procedimentos) - e testado previamente por ele, cerca de duas semanas antes de eu zarpar do Brasil.


Ele vem sem case, e sem iluminação nenhuma. Você pode adaptar uma lanterninha dessas de camelô para ele, mas nos EUA estão vendendo alguns acessórios com LED's por preços bem salgadinhos tipo 19-29-39 ou até 49 doletas. As capinhas saem a partir de 30 dólares, eu achei "caro".

Minha capinha foi comprada em uma Barnes & Noble em Nova York. Vale notar que o Nook eReader é concorrente direto do Kindle, e é vendido por essa mesma livraria - ou seja, lá eles não vendem cases de Kindle, MAS... Eu procurei incessantemente capinhas de Kindle, mas não achei nenhuma que valesse o preço cobrado (na minha opinião pessoal e tendenciosa). Acabei comprando essa:



A capa diz "Quando eu entro nessa biblioteca, simplesmente não consigo imaginar qualquer motivo para deixá-la." - a frase tem tudo a ver comigo, maníaca por livros e bibliotecas.

Quando eu comprei essa case, peguei meu Kindle e fui "experimentar" antes - claro. Os vendedores da Barnes & Nobles são superlegais, mas não deixaram de exclamar com a típica empolgação dos vendedores americanos "A Kindle?! Why didn't you buy our Nook? It will not fit." - no final das contas "coube" mas não perfeitamente e alguns botões ainda ficam meio dificeis de apertar... Mas valeu a pena, e eu sou teimosa mesmo.

O Kindle, originalmente, é um leitor de livros digitais. Ele é vendido pela Amazon e tem acesso direto à Amazon Store, mas eu nunca comprei um livro lá sequer - você não precisa comprar livros digitais para usar o seu Kindle, e pode fazer isso sem nem apelar para a pirataria.


Dom Casmurro, por exemplo, é uma obra de domínio público que pode ser baixada gratuitamente no site http://www.dominiopublico.gov.br/ - assim como outras 325 versões de obras do Machado de Assis, e mais de 3.700 outras. É ótimo para ler livros do vestibular.

Voltando à função de leitor, que deveria ser o principal foco dessa review... O Kindle é um ótimo leitor digital e a tela parece papel mesmo (mas não é, dãã). Dá para trocar o tamanho da fonte, e como dá para ver nas imagens abaixo, tem tamanhos para todos os gostos. (fotografei o maior, o menor e o que eu uso normalmente)



O contraste da tela é bom, e dizem que melhorou bastante desde a primeira versão. Eu não tenho do que reclamar, só preferia que tivesse alguma iluminação embutida... Já atualizei o firmware do bicho duas vezes, e foi bem tranquilo. Está na versão 3.1.

Quando obtive a posse do meu Kindle, prontamente coloquei uma senha bem babaca (mania). Uma coisa medonha, é que se você coloca uma senha e esquece, as perspectivas não são muito boas: ele manda você ligar na Amazon e pedir ajuda para resetar...


Ainda bem que nunca mudei a senha e já que boa parte das pessoas próximas a mim sabem (não uso essa senha pra nenhuma outra coisa), dificilmente terei esse tipo de problema - mas fica a dica: pense bem antes de colocar uma palavra-passe no seu.

Outra função interessantíssima do Kindle é servir como leitor de mangá, e mangá é um negócio caro pra caramba, de distribuição limitada e que muitas vezes nem sai do Japão. Eu compro todos os mangás que posso no Brasil, mas os que não chegam... Bom, aí não tem jeito - e é para isso que existem aqueles sites e fansubs que amo tanto! A maioria absoluta dos mangás, eu leio em inglês.

O software Mangle faz a conversão dos mangás (aqueles que você baixa um monte de imagem em um arquivo .ZIP, sabe?) para o Kindle, e formata especialmente para cada modelo de Kindle - todos são suportados!



A função de navegador web ainda é experimental e bem precária, mas surpreende os mais pessimistas:


Bom, a review já está quase acabando e acho que deu para falar bastante coisa. Faltou comentar da bateria, que dizem que dura um mês... Não dura. Não para mim. De acordo com o site, dura um mês - mas pra mim, que não largo dele, dura meio. Todavia, para uma pessoa normal, um mês é uma estimativa bem plausível e realista.

Sobre o 3G, vou apelar para um CTRL+C/CTRL+V desse meu post antigo...

o Kindle 3G não vale a pena, o 3G não é grátis no Brasil - além disso, custa 40 dólares a mais, e não compensa pagar 40 dólares a mais por uma função que você não vai usar.
obs. foi só uma dica, se você quer comprar o 3G: compre.

Quanto custa? Olha, ele não tem espaço para chip de operadora.
Mais informações atualizadas sobre as taxas cobradas pelo uso do 3G fora dos EUA aqui.

As medidas do Kindle: 19cm x 12,3cm x 8,5mm
- a resolução da tela é 800x600.

Espero que a review tenha agradado vocês, quem sabe motivado alguém a comprar um Kindle e entrar para o clube. Admito que as fotos ficaram meio ruins, mas acho que "dá para entender" e algumas até ficaram decentes o bastante para mostrar como o objeto em questão funciona. xD


2 pessoas já expressaram suas ideias aqui... Faça-o também. =D

Mabesi disse...

Interessante. Mais uma vez o atraso do Brasil e a dependência dos países desenvolvidos. Quando esta subserviência tecnológica acabará?

Felipe "Dent VII" disse...

Achei interessante seu review do Kindle, e fico mais curioso ainda, apesar da diferença de preço, do motivo que você preferiu um Kindle ao iPad?
Foi só pela tela de e-ink? Por que não sei, o iPad dá muito mais funcionalidade ao usuário, apesar de ser mais caro. E a Kindle Store está plenamente integrado ao iPad, então se for pelo acervo da Amazon, está elas por elas.

▼ Manifeste-se através deste formulário. ▼


"Posso não concordar com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-lo." - Voltaire


Novidades Velharias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...