Dinheiro na mão é vendaval...

Veja aqui uma lista com 10 despesas fixas (ou quase) comuns na classe média que podem facilmente ultrapassar um salário mínimo cada.

Quanta diferença faz a metragem de um apartamento?

Três quartos e uma suíte é uma das configurações mais comuns nos lançamentos imobiliários - comparamos as plantas de 61 até 132m² para esse perfil.

Animes inteligentes: como explicar isso para leigos?

Explicando o esquema de alguns dos melhores animes do momento em um artigo original. Gênios do mal com boas intenções, extermínios em geral, filosofia e muitas discussões ideológicas...

Nulificação, o lado macábro da BodyMod

Um dos primeiros artigos do blog, original: virou referência sobre o tema na internet e foi plagiado por diversos blogs... Saiba mais sobre a macábra prática de subtrair partes do próprio corpo para modificá-lo.

Sob o efeito do fogo

A autora deste conto tinha 13 anos em 2006, então não espere muito.

Sob o efeito do fogo

Márcia era assim, não perdoava e não desistia de suas obcessões. Tinha varias manias bizarras, mas a mais intrigante delas era a de colocar fogo em tudo o que visse pela frente, principalmente aquilo que a irittasse... Descobriu esse prazer quando era criança e brincava de matar formigas com uma lupa no parquinho do colégio.
A professora observava atentamente a garota dando risadas maniácas enquanto os insetos se contorciam no chão tostados pelo calor do sol que a lupa tinha a incrível capacidade de maximizar. Como Márcia gostava disso, de ver as coisas sob o efeito do calor e das chamas... Enquanto a menina se divertia e assustava seus amigos, a professora ia escrevendo em seu diário de classe sobre as estranhas manias de Márcia.
Quando ela já tinha cerca de 10 anos de idade, sua mãe resolveu leva-la para um psicólogo que ficava intrigado ao ouvir de uma criança:
- Eu gosto de ver as coisas queimarem, em brasa, sob o efeito do fogo... Ver as chamas consumindo tudo, elas queimam e transformam tudo na mesma coisa: cinzas. É o fim de tudo, eu gosto disso.
Depois de alguns incidentes na escola, a mãe de Márcia achou melhor levar a filha num psiquiatra, que acabou diagnosticando-a como piromaniáca e alertando a sua mãe para que nunca deixasse ela sozinha com objetos inflamáveis, e receitando um remédio para conter impulsos. Nisso ela já tinha 14 anos.
Alguns anos depois, Márcia se casou com um rapaz que havia conhecido num barzinho e namorado por 3 anos. No dia de seu casamento ela estava linda, com seus olhos brilhando só pensando no momento em que beijaria seu grande amor no meio da catedral daquela cidade...
Até que ela descobriu que seu marido a traia com sua irmã mais nova, Leila. Ela havia saido com as amigas e quando voltou pra casa pegou os dois na sua própria cama, ficando extremamente revoltada.
Saiu de casa e foi para o quintal chorar, estava possessa, com muita raiva... Sua irmã, com quem nunca teve muita afinidade, foi embora sem nem dar satisfações. Seu marido veio tentar explicar, mas assim que o viu Márcia saiu correndo e se trancou no quarto.
Tirou suas roupas e vestiu o vestido de noiva que ela tanto gostava, que havia feito ela tão feliz naquele dia... Pulou a janela e saiu correndo vestida de noiva e descalça até a igreja onde casou, que ficava há duas quadras de sua casa. Ela até ignorou os cacos de vidro que machucaram seu pé enquanto ela corria e causaram feridas que agora haviam deixado algumas gotas vermelhas na ponta do vestido.
Márcia entrou na igreja naquela terça-feira a tarde, vestida de noiva e deixando algumas pegadas de sangue. Apenas uma senhora estava lá, e ela interrompeu suas rezas para observar a noiva bater na porta do confessionário e implorar para o padre anular seu casamento.
O padre tentou consolar a moça, mas era impossível. Então ele disse:
- Olhe para seu vestido Márcia, tudo o que ele representa. Seu marido vai ser punido, mas você ainda é uma pessoa pura e vai se salvar. Agüente minha filha, o matrimônio é sagrado.
- O que eu represento para esse vestido? Uma idiota! Ele não é nada, meu marido é um canalha e eu nunca vou poder mudar isso...
Então Márcia correu até o altar e se atirou sobre as velas de preces, queimando junto com seu vestido e com toda a sua raiva. No fogo tudo acaba e vira pó, tudo se desfaz, e foi assim pra ela.
FIM


0 pessoas já expressaram suas ideias aqui... Faça-o também. =D

▼ Manifeste-se através deste formulário. ▼


"Posso não concordar com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-lo." - Voltaire


Novidades Velharias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...